Página Inicial Envie sua Mensagem para R-3. Mapa do Site - R-3

Site em Português - Brasil English site under construction.

Como Fazer

São dicas pesquisadas e trocadas com nossos Clientes de como fazer em algumas situações ( Claro que sempre se tratando de Carros).



Dicas para limpeza interna do Carro

Manter o interior do carro em ordem não requer muito esforço e tão pouco exige tempo em abundância. Está certo que muitas pessoas fazem do carro uma extensão do escritório, da academia, da padaria, enfim, carregam um monte de coisas e, para botar isso em ordem, já é necessário um planejamento prévio. Bom, cada um ajeita ao seu modo, mas vira e mexe acontece alguma zebra e o seu carro pode ficar com manchas desagradáveis no banco ou no carpete.


Algum líquido é derramado no banco ou carpete e logo ressalta aquela enorme mancha. Para isso é preciso agir rápido a fim de evitar que a mancha se espalhe ou fique impregnada no tecido. De início, procure retirar o máximo de resíduos que puder. Um papel absorvente, como por exemplo, um lenço de papel, vai ajudar bastante. Mas não pode parar por aí. É preciso, com mais calma, um cuidado extra para que tudo volte a ser como antes. Contudo, alguns danos requerem mais atenção.


Se acontecer de uma caneta insistir em ter vida própria e traçar um belo risco no banco, não se desespere. Para tudo, ou quase tudo, existe uma solução. Nesse caso pegue um pano, umedeça com vinagre branco e pressione a região afetada. Não esfregue, apenas pressione. Na falta do vinagre pode ser álcool ou acetona. O passo seguinte e lavar a área com água e sabão neutro. Pronto, banco novo de novo.

Mas não foi o caso anterior e sim
aquele lanchinho rápido que espatifou no chão. Ou não, foi no banco mesmo. Para se livrar das manchas de gordura uma antiga receita dá jeito. Aplique talco sobre a área afetada; deixe agir por algum tempo e, logo depois, limpe com água quente e sabão neutro.

Primeiro passo é endurecer
chocolate impregnado no banco com pedra de gelo
Se você é aquela formiga e não dispensa um chocolate, tem uma boa dica para limpar uma sujeira dessas. O melhor é procurar endurecer o chocolate impregnado no banco. Para isso, utilize uma pedra de gelo, em seguida com um pano embebido de vinagre (poder ser qualquer um branco, rosa, vermelho) esfregue a região. Se não tiver um pano pode ser algodão. Para dar o arremate é só limpar com água e sabão.

É muito comum se levar uma fruta para os intervalos entre uma refeição e outra e se por acaso acontecer de uma fruta manchar o banco, saiba que esse tipo de mancha não agüenta uma solução caseira, formada por uma mistura em partes iguais de água comum e água oxigenada. É tiro e queda.

Em novas famílias, os pais ainda estão se adaptando a trocar fralda, dar a mamadeira, etc. Eis que
um respingo de leite no banco ou no carpete vai ser uma situação corriqueira, por isso não se amedronte. Dá para eliminar essas manchas com uma mistura de vinagre branco e álcool. O importante é que essa mistura seja em partes iguais. Depois basta passar água e sabão neutro.

No caso de
transportar animais e ficar uma sujeira ali ou acolá, água e sabão neutro resolvem, porém nesse caso especifico é preciso ser ligeiro, pois o maior problema vai ser o mau cheiro impregnado no carro.

No caso dos jovens acontece muito de um descuido colar um
chiclete no banco. A regra é parecida com o que acontece com chocolate, primeiro é preciso endurecer o resíduo com gelo antes de fazer a limpeza. No caso do chiclete é necessário utilizar uma espátula para raspar, mas lembre-se, com cuidado! Se não tiver cuidado nesse momento o banco pode rasgar, ou na melhor das hipóteses, apenas desfiar o tecido. Se você achou essa dica um tanto arriscada, tente usar água quente e sabão que também vai dar jeito.

Estamos falando de situações que podem acontecer com qualquer um. Se no seu caso o carro contar com bancos de couro, o procedimento mais adequado é utilizar apenas água e sabão neutro. Se for uma sujeira mais da grossa, utilize um pouco de água quente.

O mais importante de tudo é que não se deve encharcar o banco. Se acontecer de fazer uma limpeza mais severa, vai ser preciso secar bem, caso contrário poderá surgir mofo e fungos. Mas não se esqueça de ter cuidado para evitar que uma dessas condições aconteça mesmo


Saiba como limpar vidro do carro com película escurecedora

Vidros com películas devem ser limpos apenas com pano com água.
Especialista responde a esta e outras dúvidas dos internautas do G1.
Ricardo Lopes da Fonseca Especial para o G1
Vidros exigem cuidados especiais (Foto: AFP)

Como limpar o vidro de um carro com aquela película escurecedora?

Sabão em pó pode ser usado para lavar o carro? Veja a abaixo as respostas e estas e outras questões:

Como limpar vidros que têm película escura?

Como tirar marcas de adesivos sobre a película? Podemos utilizar solventes comuns, detergentes ou alcool sem correr

o risco de estragá-la?

Os vidros com películas devem ser limpos apenas com pano umedecido em água. Marca de adesivo na película é bem complicado de tirar, uma vez que dificilmente um adesivo é colocado sobre a película. As lojas que fazem a instalação contam com um produto que pode ajudar, mas se for o caso de tentar em casa, é preciso paciência e um pano molhado, se utilizar qualquer tipo de solvente vai prejudicar e até mesmo estragar a película.

O que fazer quando as lentes dos farois estiverem esbaçando?

Quando o farol do carro embaça por dentro é sinal de que essa peça sofreu um impacto. Ou seja, ocorreu uma pequena batida que danificou uma ou mais presilhas que prendem a parte de vidro à parte plástica. Com as presilhas danificadas, ocorre a infiltração de água. Quando ela evapora ocorre o embaçamento. Com o tempo o farol vai ficando amarelado e sujo. A única forma de resolver é trocar a peça ou então, em raras exceções, fazer uma vedação com silicone, mas isso é um paliativo.

Como tirar os arranhões que já existem no carro?

Atualmente existem maneiras eficientes para se eliminar leves riscos e arranhões da pintura de um carro. Um deles é a micropintura. Esse sistema permite cobrir a área afetada com o mesmo tipo de tinta e tonalidade de cor usada no veículo, não alterando as características originais da pintura. Contudo, não elimina riscos profundos, que podem até ser amenizados. Outro método, que também pode ser utilizado com essa finalidade, mas para riscos e arranhões bem superficiais, é a revitalização, que pode ser o polimento, a cristalização ou o espelhamento. Em todos eles o brilho natural da pintura será recuperado.



Gostaria de saber com tirar resíduos deixados por adesivos colados na lataria?

A melhor forma de retirar adesivos da lataria é contar com o auxílio de um secador de cabelos. O secador ajuda a tirar o colante sem deixar resíduos de cola. Se algum resíduo ainda persistir na lataria, o mais recomendado é usar um pano embebido com querosene. Esfregue a área afetada sem fazer força e não deixe o querosene secar sobre a pintura. Assim que o resíduo sair enxágüe bastante. Se esses resíduos permaneceram algum tempo na lataria é bom fazer um polimento para igualar a tonalidade.
Moro no litoral, a 800 metros do mar, e quando vou lavar meu carro peço para colocar óleo vegetal em baixo para proteger contra a corrosão. Isso é certo? Existe outro produto mais indicado?
Primeiramente todo carro já vem de fábrica protegido contra corrosão. O correto nas lavagens é não utilizar nem um tipo de óleo, ou seja, mandar pulverizar o carro por baixo e também o motor. Esqueça isso. Quando se mora no litoral o ideal é lavar o carro toda a semana, mas a lavagem deve ser bem feita, dedicando especial atenção às frestas e à parte inferior. Isso é importante, pois a água salgada penetra nas frestas e depois evapora, mas o sal fica e vai se acumulando, o que danifica a pintura e com alguns anos pode ocasionar a corrosão. Se tomar o cuidado de toda semana lavar bem, jogando bastante água nesses pontos mais vulneráveis, não terá com que se preocupar. É importante providenciar o polimento a cada 30 dias para manter a pintura sempre brilhando.

Lavar o carro com sabão em pó estraga a pintura?

Não é o recomendado, pois é prejudicial à pintura sim. Na sua formulação estão presentes alguns abrasivos que podem provocar manchas na pintura ou danificar a camada de verniz da carroceria.

Qual a diferença do espelhamento e do polimento?

O espelhamento de pintura é um procedimento recente, que consiste em várias etapas de polimento com produtos específicos. É uma técnica que em alguns casos consegue até eliminar manchas e riscos que afetaram o verniz ou a camada superficial da lataria. Esse serviço oferece um brilho duradouro, cerca de seis meses, que é obtido por uma espécie de película protetora que fica sobre a pintura. Já o polimento é um procedimento mais simples, realizado com máquina polidora e uma massa abrasiva. O brilho pode chegar a um mês e também protege a pintura, principalmente contra a poluição e seus efeitos nocivos. É também indicado para aqueles carros que estão sem brilho, com a pintura opaca e precisam de uma revitalização. Também existe a cristalização de pintura. Trata-se de um polimento também, mas sua vantagem é agir como selador e protetor cujo efeito pode se estender por até três meses.


Tire dúvidas sobre como cuidar da aparência do seu carro
Sujeira pode provocar danos em peças do carro.
Veja dicas para limpar o veículo
Ricardo Lopes da Fonseca Especial para o G1

Lavagem

Manter veículo com as inspeções em dia é o mínimo que todo motorista pode é deve fazer. Mas a manutenção não se resume apenas a parte mecânica, a aparência também deve ser levada em conta uma vez que requer certos cuidados. Alguns são cuidados meramente estéticos, outros asseguram a durabilidade e o perfeito funcionamento dos equipamentos, mas todos os cuidados dispensados ao seu veículo representam economia no seu bolso e também tranqüilidade. Lembre-se que alguns desses detalhes os condutores só percebem quando precisam, como por exemplo o limpador do pára-brisas.
Um dos cuidados indispensáveis com seu carro é mantê-lo limpo. Isso não só mostra o cuidado que se tem com o carro, mas também é a melhor maneira de evitar danos que a sujeira pode desenvolver. Mas, para deixar o automóvel brilhando e protegido é preciso seguir alguns passos para que essa operação seja bem sucedida. Lembre-se que se for lavar em casa, procure fazer o serviço na sombra, pois além de cômodo não mancha a pintura.

Na hora de lavar

O necessário para esse trabalho é água e sabão neutro, ou algum produto específico para o uso automotivo. Durante a lavagem molhe o carro bastante, tomando o cuidado para não exagerar e começar a desperdiçar água. Comece a ensaboar a carroceria e faça isso por partes. Por exemplo, comece pela frente. Lave e enxágüe. Depois faça isso com uma lateral, depois a traseira e assim por diante. O cuidado é não tentar lavar o carro todo de uma só vez. A dica também é sempre fazer a lavagem de cima para baixo. Depois, não esqueça de enxugá-lo.
Na hora de secar
A secagem deixa o carro com brilho e evita manchas também. Lembre-se de usar um pano macio que não solte fiapos. Por dentro do veículo utilize um aspirador de pó nos bancos e no carpete. Não esqueça as dobradiças e também as partes internas das portas, que acumulam bastante sujeira. Os tapetes devem ser lavados com água e sabão e depois secados a sombra. No painel, o ideal é passar pano úmido e em seguida um pincel para retirar todo o pó dos contornos e também das saídas de ar.

E os vidros?

Um produto do tipo “limpa vidros” é a melhor opção para os vidros, mas um pano umedecido de água já resolve. Depois utilize um pano seco. Uma boa dica é passar jornal amassado. Limpa e ainda dá brilho. O vidro a se tomar cuidado é o traseiro quando contar com desembaçador. Não utilize produtos químicos nem esfregue com força para não danificar os filamentos elétricos. Existe no mercado serviços de polimento de vidros. Esse trabalho restaura algumas deformidades nos vidros, geralmente sinais de desgaste ou mesmo aquelas marcas ocasionadas por palhetas ressecadas ou defeituosas do limpador de pára-brisa. O sistema restaura o vidro sem comprometer a visibilidade.

Palhetas

Um item que o motorista só se lembra quando chove são as palhetas do limpador do pára-brisa. Esse equipamento passa despercebido e não têm a devida importância. É uma cena comum: chove forte, é noite escura e o carro segue por uma via mal sinalizada. Dureza não? Nessas horas a segurança foi para o espaço. Para ajudar o motorista a prestar atenção nas palhetas e mantê-las em ordem, já existem versões com sensores, que indicam o momento de troca. Os fabricantes recomendam que a troca seja feita, ao menos, uma vez por ano para assegurar o correto funcionamento. O mais comum é que, com o passar do tempo, a borracha das palhetas fique ressecada, e dependendo das condições chega até a riscar o pára-brisa.

Para limpar a borracha basta apenas passar um pano umedecido com água limpa para retirar possíveis impurezas. Uma dica interessante é não colocar detergente no reservatório do limpador do pára-brisa, pois ele pode manchar a pintura. Para essa finalidade existem produtos específicos.
Querosene na lataria
Na lataria, o correto é não usar óleos e querosene na lavagem, mas se o carro tiver resíduos de asfalto ou piche, não se deve deixar muito tempo impregnado na carroceria. Utilize um pano embebido de querosene e esfregue a área afetada com o piche. Mas sem fazer força. O importante é não deixar o querosene secar. Logo que a sujeira tiver sido removida enxágüe bem a área e em seguida passe sabão neutro para retirar os resíduos. Enxágüe novamente.

Para quem usa o carro em estrada de terra a recomendação é lavá-lo uma vez por semana. Já os veículos utilizados apenas na cidade ou em estradas asfaltadas podem ser lavados a cada 15 dias. O importante mesmo é a cada período de seis meses fazer uma lavagem completa, que inclui a carroceria, uma boa interna e a lavagem por baixo, conhecida por lavagem de chassi. Se o motor apresentar muita sujeira também deve ser incluído na limpeza.


Lavagem do motor
O motor também requer cuidados. O ideal é não lavar muitas vezes, uma vez ao ano está de bom tamanho. Antes de tudo, evite jogar água quando o motor ainda estiver quente. Na hora da lavagem não use produtos químicos e derivados de petróleo, pois esses agentes químicos podem corroer as peças de borracha do motor e também afetar o sistema elétrico. É importante nunca usar água sob pressão, pois pode comprometer sensores e componentes elétricos e eletrônicos.
Outro serviço indicado para garantir a revitalização dos veículos e a manutenção do brilho da pintura é espelhamento. Algumas lojas contam com produtos específicos que são aplicados em camadas e podem até remover manchas e algumas falhas na pintura. O espelhamento forma sobre o carro uma película que dá brilho e protege a pintura.

Amassados e arranhões
Quando se fala em aparência não se pode deixar de falar em arranhões, amassados e batidas. Os serviços de "martelinho de ouro" se proliferaram por todo país e desse modo hoje em dia é fácil manter a boa aparência do carro.
Algumas empresas desenvolveram adesivos protetores, cujo objetivo é proteger a pintura do impacto de pequenas pedras. Trata-se de uma película transparente que não chega a interferir na aparência original do automóvel. É indicada para quem procura proteger áreas que sempre estão expostas, como o bocal de abastecimento, a parte frontal do capô, pára-choques pintados, maçanetas, entre outros.

 

Todos os Direitos Reservado a R-3 Tratamento Automotivo Ltda                                                                                                      Produced By Group Kalym Digital ®